Como proteger a pintura do seu carro

Poucas conquistas na vida se compara com a aquisição de um veículo não é mesmo? Principalmente quando se trata de 0km novinho em folha, é uma sensação única e maravilhosa e nos transmite a sensação de poder e liberdade. O que não sabemos é que todo aquele brilho que só o carro 0km possui, se deve a pintura que acabou de ser realizada e por isso aquele efeito perolizado proporciona muito mais vitalidade a cor do veículo, deixando-o com a cara de que acabou de sair da concessionária.

Para manter todo esse brilho na cor de seu veículo é preciso se precaver, e uma das formas para isso, é a protegendo-o durante a lavagem. Isto mesmo, a simples e inofensiva lavagem que realizamos semanalmente pode ser a vilã que desgasta e danifica a pintura do seu carro, proporcionando um aspecto mais velho ao veículo, riscando-o e estragando a cor dele.

lavar-carro

Lavando seu carro sem danificar a pintura

Como proteger a pintura do seu carro

A lavagem mal realizada pode ser um dos principais fatores que riscam, desprotegem e danificam a pintura do seu carro. Diante disso daremos algumas dicas de como lavar o seu carro com segurança, sem causar danos a pintura. Lembre-se que o carro deve se encontrar em local com sombra e a lataria deve estar fria.

  1. Primeiro separe os materiais necessários para a pintura que são:
    • shampoo automotivo específico (marcas: Car Wash 3M, Soft Wash Gel A2516 ou Shampoo Lava Autoshine);
    • dois baldes limpos de 18 litros;
    • um par de luvas de microfibras;
    • toalha mágica;
    • água;
    • um Ultimate Filter, com balde.
  2. Após separar os materiais comece a lavagem pegando os 2 baldes limpos e incluindo shampoo automotivo em um deles utilizando uma torneira com pressão despeje água neste mesmo balde até que se forme um espuma consistente, reserve. No segundo balde despeje somente água e o Ultimate Filter.
  3. Com uma mangueira (que possua pressão) retire toda a sujeira grossa da superfície do carro e feito isso, coloque as luvas de microfibras e comece a lavar a lataria superior do carro (teto) com a espuma que reservou no primeiro balde. Durante a lavagem as luvas de microfibra irá reter toda a sujeira e para remover você deverá esfregá-las no Ultimate Filter que está no segundo balde até que toda a sujeira deixe as luvas e permaneça no fundo do balde.
  4. Continue lavando toda a lataria, passando para o capo, partes laterais, vidros laterais, para-brisas e porta malas, sempre retirando a espuma com do shampoo com água evitando que ele seque sbre a superfície do veículo. Após lavar toda a lataria e vidros passe para os pneus, caixa de rodas e rodas.
  5. O carro já está totalmente limpo e brilhando? Então é hora de secá-lo, e para isso use a Toalha Mágica e lembre-se de começar a secagem sempre pela parte superior passando gradativamente para a parte inferior.

Dicas para otimizar a lavagem do seu veículo

  • Evite usar a força na hora da lavagem, o que irá remover a sujeira são os produtos e as luvas de microfibra, a força somente irá contribuir para a realização de pequenos riscos e danos na pintura.
  • Sempre finalize com um cera, além de proteger a pintura do veículo ela evita a impregnação da sujeira e facilita as próximas lavagens.
  • Nunca misture querosene na água imaginando que o produto irá auxiliar na limpeza da lataria, você alcançara o objetivo contrário e danificará a pintura do automóvel, e em muitos casos de forma definitiva.
  • Procure sempre lavar o veículo em sombra, pois isso evitará que os raios ultravioletas em contato com os shampoos automotivos manchem a pintura do carro.
  • Lave o veículo sempre por partes e de cima para baixo, isso evitará que os produtos permaneçam por mais tempo em contato com a superfície, e evitará possíveis manchas.
  • Evite utilizar panos ou camisetas velhas para secar a superfície do veículo pois eles poderão riscar a pintura do carro, além de deixar fiapos que atrapalharão a aplicação da cera automotiva.

Lavagem de Carro

Protegendo a pintura do veículo com a aplicação de cera

A cera é uma maneira muito eficaz de proteger a pintura do veículo. O uso deste produto é capaz de evitar danos causados pelos raios ultravioletas e os terríveis dejetos de pássaros que tanto danificam a lataria do carro. Além disso, a cera facilita as lavagens futuras evitando que a sujeira fixe na superfície automotiva. Mas é claro que para conseguir toda essa proteção é necessário escolher o tipo correto de cera e aplicá-la da forma certa, por isso daremos a seguir dicas de como aplicar a cera e qual produto adquirir.

Tipos de Cera

O que muitos não sabem é que para cada cor de veículo é indicado o uso de uma cera específica, isto não quer dizer necessariamente que exista uma cera para cada cor de veículo, mas sim que algumas ceras proporcionam um desempenho melhor em determinadas cores, por exemplo, para as cores escuras é indicado a cera Marque D’Elegance 915 Collinite, que se trata de um produto com alta concentração de carnaúba, e proteção potencializado. Esta cera proporciona alto brilho na pintura e possui uma excelente repelência de água. Outro tipo indicado para as cores escuras é a Cera NXT Meguiars, que pode ser encontrada na forma líquida ou pastosa e possui polímeros sintéticos bem como, diversas propriedades selantes. Muito fácil de aplicar, esta cera surpreende com a profundidade de cor que proporciona após a aplicação.

Já para os veículos de cores claras é indicado o uso da Cera 476S Collinite, que se trata de um selante misturado com cera de carnaúba capaz de proporcionar uma proteção de até 8 meses. Esta cera é responsável por devolver o brilho das pinturas prateadas e é conhecida pelos ótimos resultados na renovação da cor do automóvel deixando-o com aparência de 0km.

No mercado estão disponíveis diversos tipos de ceras automotivas e em sua grande maiorias o uso é indicado para todas as cores de automóveis. A Cera Paste Wax 3M por exemplo, é um produto também a base de carnaúba mas possui um diferencial que é o flúor polímero. O seu resultado não possui alterações baseadas nas cores da lataria, em qualquer cor de automóvel é possível obter ótimos resultados, além disso a cera possui rendimento de 15 a 20 aplicações, e o fabricante garante que a cera é capaz de proteger a pintura do veículo por até 2 meses. Outro ótimo produto disponível no mercado é a Cera de Carnaúba Hi-Tech M2611 Meguiars, com excelentes resultados esta cera é capaz de proporcionar um brilho radiante a pintura do veículo, e ainda possui uma aplicação fácil e prática, sua remoção também é bastante facilitada comparada com as ceras de outros fabricantes, e sua proteção dura até 2 meses.

Como aplicar a cera no veículo

Para atingir bons resultados com a aplicação da cera são necessários alguns cuidados, e um dos principais que devem ser observados primordialmente é se a superfície do veículo está totalmente seca, fria e limpa. Se estiver tudo certo, comece a aplicar camadas finas da cera realizando movimentos circulares com o auxilio de um aplicador confeccionado em espuma (marcas recomendadas: Lake Country ou Meguiars). Após o tempo de cura da cera, remova-a com ajuda de um pano de microfibra, sempre com movimentos circulares e leves.

Atenção: Evite utilizar a força mesmo que a remoção esteja dificultosa, neste caso ao invés de aumentar a pressão na superfície, aumente a velocidade dos movimentos dessa maneira evitará possíveis riscos.

Dicas para otimizar a aplicação de cera em seu veículo

  • Certifique-se de que a superfície do veículo se encontra perfeitamente limpa e seca, para evitar que a aplicação produza efeitos contrários como riscos, e manchas na pintura.
  • Prepare a superfície antes de aplicar a cera, isole as partes de plástico como os emblemas de marcas, ou outros adereços que não permitam o contato com a cera, com o uso de um fita crepe isole estas áreas evitando que o abrasivo da cera danifique as peças.
  • Evite fazer pressão quando estiver aplicando a cera, pois conforme explicado, isto poderá danificar a superfície do veículo.
  • Aguarde sempre a secagem da cera de acordo com a especificação do fabricante, para saber se já pode ser removido, passe o dedo e veja se o produto sai facilmente. Caso positivo, comece a dar brilho.
  • Sempre certifique-se de a cera foi aplicada em todo o veículo e removida também, pois caso permaneça algum resquício de produto poderá manchar a pintura a longo prazo.
  • Para um enceramento mais prático e fácil prefira as ceras líquidas que normalmente são mais fáceis de manusear.
  • Evite realizar procedimentos como polimento, ou aplicação de produtos abrasivos pois estes podem destruir a camada protetora da cera.

Protegendo a pintura do veículo com a chamada Manutenção

O produto conhecido como manutenção, possui fácil aplicação e o mais importante de tudo que sua utilização não implica na remoção da camada protetora adquirida com a aplicação da cera. Este produto somente potencializa a proteção da superfície do veículo e proporciona ainda mais brilho e repelência a água. Um produto de manutenção deve ser livre de abrasivos e solventes e é feito sempre após a lavagem com o veículo limpo e seco.

Um ótimo produto para manutenção é o Meguiars Ultimate Quik Detailer – Super Tok Final – UQD com o formato em spray, este produto possui uma fórmula avançada capaz de produzir um altíssimo brilho, e é ideal para manutenções rápidas. Capaz de aumentas em grandes proporções a proteção advinda da aplicação da cera, este produto permite que a camada protetora resita a diversas lavagens e ainda pode ser utilizado em vidros.

Como aplicar a Manutenção

Primeiramente, verifique se a superfície do veículo está seca e lima, e só então borrife o produto sobre a lataria do carro. Espalhe rapidamente o produto sobre a superfície com o auxilio de um pano de microfibra. Com outro pano de microfibra seco vá lustrando a superfície, sempre realizando movimentos circulares evitando o uso da força, e sem pressionar.

Com estes cuidados a pintura de seu veículo estará protegida dos danos causados pelos raios solares, por todos os outros fatores que implicam na sua degradação e desgaste. Mas se você busca uma proteção ainda mais potente e eficiente, saiba que existem alguns procedimentos realizados em oficinas especificas que proporcionam ainda mais proteção e cuidado com a pintura do seu veículo, mantendo-a sempre brilhante, bela, e uniforme. Estes procedimentos são conhecidos como Cristalização e Espelhamento, e podem ser fornecidos por fabricantes renomados como a 3M.

Espelhamento e Cristalização

Este procedimento é o que há de mais moderno no segmento de polimentos e proteções para pinturas automotivas, e é capaz de eliminar por completo os riscos superficiais, as imperfeições de brilho, oxidações, contaminações externas e outros danos causados na pintura devido a desgastes naturais causados por agentes poluentes e raios solares, sem que para isso a cor da pintura original do veículo seja danificada.

Este procedimento proporciona resultados ainda mais positivos em pinturas metalizadas ou prateadas, isto porque, intensifica o brilho das partículas de alumínio presentes na composição das tintas com estas tonalidades. O efeito perolizado destas cores é aumentado significativamente proporcionando uma aparência uniforme e ultra brilhante. O mais interessante é que todos os produtos utilizados neste procedimento são confeccionados a base de água e estão livres de agentes abrasivos, ou substâncias advindas do petróleo, que normalmente danificam a pintura em longo prazo.

Vale lembrar que este procedimento é o único existente no mercado capaz de tratar tanto das remoções de danos e desgastes da pintura, quanto da intensificação da cor e do brilho da pintura, proporcionando um nivelamento da aparência da superfície do veículo. O procedimento de Espelhamento e Cristalização duplica os efeitos de proteção da pintura devido a utilização de suas ceras especiais que contribuem para um proteção intensificada e com durabilidade de longos 6 meses. Este tipo de procedimento evita reações químicas ou contaminações que podem ocorrer na pintura, além de evitar os riscos superficiais que surgem naturalmente devido ao desgaste na pintura do veículo.

Dicas para manter os bancos novos e limpos

Sejam os clássicos bancos de tecidos ou os requintados bancos de couro, todos eles acabam tendo um grande impacto dentro de qualquer automóvel, uma vez que representam uma grande parte do interior. Muitos motoristas reclamam que os seus bancos não conseguem ficar, durante muito tempo, em um estado de novo. Mas existem diversas dicas interessantes para manter a manutenção dos bancos dos seus carros.

Dicas para manter os bancos novos e limpos

Aspirador

O aspirador de pó portátil, criado especialmente para estofados, deve realmente se torar um dos grandes amigos de qualquer pessoa que tenha um carro. Esse tipo de limpeza geralmente deve ser feito com uma grande frequência, para evitar que se acumulem sujeiras das mais variadas possíveis.

Os aspiradores podem acabar se tornando muito mais eficiente do que outros métodos que permitem com que as pessoas limpem os seus carros, como é o caso do jato a vapor.

Limpeza de sujeiras e manchas

Determinados tipos de sujeiras podem acabar se tornando muito mais danosas para os bancos dos carros de uma forma geral. Neste caso, é sempre importante agir rápido para fazer a limpeza, especialmente quando estamos falando de determinados de líquidos que podem cair nos bancos.

A dica nestes casos é sempre contar com o apoio de um pano de microfibra. Para potencializar a limpeza, existe uma receita que permite com que as pessoas criem um liquido para limpar bancos que não vai causar danos aos bancos e se torna bem barata: 2 colheres de sabão neutro para cada litro de água.

Dicas para manter os bancos novos e limpos

É importante também evitar que a limpeza molhe de uma forma excessiva o banco, uma vez que este liquido pode acabar penetrando pelas costuras. E nada de esperar secar naturalmente, sempre passe um pano seco para remover o excesso de liquido que possa ter ficado no banco.

Cuidados gerais

Existem alguns produtos que devem ser evitados, dentre eles: álcool, vaselina, silicone, querosene, removedor, gasolina ou qualquer derivado de petróleo.

Já os bancos de couro devem ser constantemente hidratados, por tanto é preciso utilizar determinados produtos que são feitos para isso mesmo. Não é recomendado utilizar soluções caseiras, como maionese.

Conservação interna. Dicas que selecionamos para você.

9686dd94-293f-461c-9a34-b2d631173881

Painel e portas
Não precisa complicar, utilizando produtos de limpeza e sprays diversos que podem danificar a superfície. Um pano limpo umedecido em água basta para limpar os revestimentos de portas e o painel de instrumentos.
Cintos
Quando o enrolamento automático do cinto de segurança trava, é sinal de que ele precisa de uma limpeza. Para isso, puxe-os totalmente e lave-os com uma solução morna de água e sabão neutro. Nada de produtos químicos. Só o enrole de volta quando estiver seco. Observe também o estado do material. Danos no tecido podem indicar necessidade de substituição do sistema.
Estofamentos
De vez em quando, é bom passar um aspirador pequeno nos estofamentos. Mas, antes, lave, sem encharcar, e seque bem. Uma esponja macia ou um pano resistente são mais apropriados do que jato a vapor. Só use uma escova para tapetes e revestimento do teto.
Couro 
O couro requer cuidados especiais. Dependendo de sua resistência, até roupas escuras úmidas podem manchá-lo. E a sujeira que entra nos poros, pregas e costuras também danificam a superfície. Para evitar isso, limpe os revestimentos com um pano de algodão ou de lã úmido. Use uma solução suave de detergente (duas colheres de sopa de sabão neutro para um litro de água) apenas para tirar a sujeira mais grossa. Não exagere na água e enxugue com um pano macio.
Manchas
Se acabou de derrubar algum líquido, use um pano ou papel absorvente. Se o descuido ocorreu há mais tempo, uma esponja com uma solução de detergente neutro serve para bebidas (café ou suco, por exemplo) – absorva depois com pano seco. Sabão neutro remove manchas de gordura ou coloridas (como caneta ou batom). Mas absorva com um papel toalha. Agora, se a sujeira estiver muito pesada, é melhor levar a uma empresa especializada para uma limpeza profissional.

Conservação externa. Saiba a melhor forma de manter seu carro em bom estado.

46898f92-8ded-4110-b8d4-8ff3ffec20ab

A melhor forma de manter seu carro em bom estado e ainda preservar o valor dele é conservá-lo limpo. Por isso, faça uma lavagem periódica e aplique cera de conservação tomando certas precauções.
Pré-lavagem
Por segurança, não se esqueça de puxar o freio de mão, desligar o motor e tirar a chave da ignição. Nunca tente remover a sujeira a seco, para evitar riscos. O ideal é deixar o carro “de molho” antes, amolecendo pó e lama com água abundante. Quanto antes você tirar os resíduos da superfície do veículo, menos destruidor será o efeito nocivo. Principalmente, sob sol forte, a sujeira corrói a lataria rapidamente.
Lavagem manual
Use uma esponja macia ou uma luva, lavando-as com frequência e enxaguando o carro com bastante água. Se houver sujeira persistente, experimente xampu ou sabão neutros. Comece pelo teto, sem exercer muita pressão, até chegar às rodas, aos para-choques e abaixo da soleira da porta. Depois, use um pano macio para secar.
Sistemas de alta pressão
Usar a mangueira a jato pode dar menos trabalho, mas também exige atenção. Para começar, leia as instruções do aparelho, para saber qual pressão usar e a que distância do carro ficar. Nos pneus, não lave com mangueiras de pressão com jato concentrado, para não comprometer sua resistência. Cuidado com a temperatura da água (nunca acima de 60° C) e também com dias muito quentes. Após a lavagem, seque primeiro os freios e evite manobras de frenagem abruptas e repentinas.
Lava rápido 
Retire a antena de teto e outros assessórios sobressalentes externos. A pintura do veículo é resistente, mas fique atento às características do processo de lavagem e do tipo de escovas, assim como os produtos utilizados. Se notar riscos ou descoloração, chame a atenção do responsável. Quando terminar, seque primeiro os freios para que as pastilhas não ficarem comprometidas pela umidade.
Cera
Hora de colocar a mão na massa, pois, para preservar a pintura, a aplicação da cera deve ser manual. Prefira as que não sejam abrasivas e que confiram à pintura proteção contra a ação de agentes externos. Observe as características sobre a impermeabilização do produto e siga as instruções da embalagem.
Polimento
Só é necessário polir quando a pintura estiver fosca e o brilho não for recuperável com a aplicação de cera de conservação. Consulte um Concessionário Volkswagen antes de arregaçar as mangas. Peças de plástico, por exemplo, não podem receber cera e nem polimento.
Vidros e retrovisores externos
Para limpar os vidros, procure um produto específico à venda no mercado, à base de álcool. Passe um pano umedecido e enxugue com uma flanela limpa. Para não danificar os filamentos do desembaçador do vidro traseiro, não aplique autocolantes pelo lado de dentro. As palhetas do limpador de para-brisa, traseiro e dianteiro, devem ser limpas, primeiro, com um pano macio, para tirar o pó. Em seguida, misture um aditivo específico a água e use um pano ou uma esponja.
Peças cromadas
As peças cromadas devem ser limpas com um pano úmido, usando um produto próprio para esse material. Para polir, um pano macio e seco resolve. Cuidado, porém, com ceras de efeito abrasivo e evite fazer isso em ambientes com pó e areia. Antes, tenha certeza de que a peça é mesmo de metal cromado, pois alguns componentes de plástico imitam o material.
Rodas e calotas
Limpe as rodas de aço e calota central periodicamente com uma esponja destinada exclusivamente para isso. Eventuais danos à pintura devem ser eliminados antes de formar ferrugem. Seque primeiro os freios e pise com cuidado no pedal para testá-los antes de sair à rua.
Procure um especialista
Ao menos para a limpeza da parte inferior do veículo e do motor, o mais recomendável é buscar um Concessionário Volkswagen, que dispõem de produtos de retoque apropriados e de equipamentos necessários de aplicação. Abaixo do carro, há uma proteção contra batida de pedras e só um especialista poderá dizer o quanto ela está comprometida. No motor, também é complicado mexer porque há uma série de conexões elétricas e outros componentes sensíveis.

MIM – Mecânica Interativa para Mulheres.

e939cd0e-fc59-4a70-914a-65e850829afe

A Volkswagen preparou um material prático que explica detalhes do funcionamento do seu veículo com uma linguagem direta e ajuda a resolver alguns problemas mais comuns. O curso é realizado em diversas Concessionárias autorizadas. Veja se a de sua preferência oferece essa aula.
Verdadeiro ou falso?
O pé esquerdo deve ficar apoiado na embreagem.
FALSO. Manter o pé no pedal prejudica o sistema de embreagem. Use-o apenas durante as trocas de marchas. Assim ela dura mais tempo e você pode aproveitar seu Volkswagen de forma mais segura.
É melhor segurar o carro na embreagem nas subidas.
FALSO. Assim você força o disco de embreagem e sente aquele cheiro horrível de queimado. Quando a subida for muito íngreme, use o freio de mão e economize esforço.
Devo verificar o óleo semanalmente.
VERDADEIRO. Uma vez por semana, verifique o óleo e garanta que seu motor continuará rodando macio.
Não há problema em apoiar a mão na manopla do câmbio.
FALSO. É importante dirigir sempre com as duas mãos ao volante. Além de ser mais seguro, evita o desgaste de várias peças do câmbio.
É melhor passar com uma roda de cada vez na lombada.
FALSO. De jeito nenhum. Lombada, valeta e quebra-molas devem ser encarados de frente. Assim, você evita a torção da carroceria e aqueles barulhinhos irritantes que podem surgir.
Depois de dar marcha ré, é mais prático engatar a primeira e acelerar em vez de frear.
FALSO. Após engrenar marcha à ré, pare o carro, engate a primeira e saia suavemente.
Quando o carro não ligar, o certo é empurrar para ele “pegar no tranco”.
FALSO. Se seu carro não quer pegar, ele tem algum problema. Se for a bateria, providencie um cabo e ligue em outra bateria com carga. Esse procedimento é vulgarmente chamado de “chupeta”.
Nas descidas, devo manter o carro sempre engatado.
VERDADEIRO. Com o carro engatado, você economiza combustível e tem muito mais controle na descida. Deixar o veículo “solto na banguela” é para quem gosta de esbanjar.
Na hora de estacionar, devo encostar o pneu no meio-fio.
FALSO. Procure estacionar a pelo menos 30 centímetros da guia. Essa distância é mais do que suficiente para deixar seu carro seguro, sem danificar pneus ou rodas, além de evitar multas por atrapalhar o tráfego.
Devo passar nos buracos acelerando.
FALSO. Quando não for possível desviar, não acelere e não pise bruscamente no freio. Mostre sua calma, diminua a velocidade sem travar as rodas e, na hora de “cair” no buraco, tire o pé do freio. O carro em movimento absorve melhor o impacto e você continua seu caminho.
Não devo virar o volante com o carro desligado.
VERDADEIRO. Você não precisa nem deve fazer força à toa. Mesmo com o motor funcionando, não deixe o volante totalmente virado por mais de 15 segundos. Além de fazer barulho isso pode estragar a bomba da direção hidráulica.
Nunca devo atravessar um trecho alagado quando a água estiver acima dos faróis.
VERDADEIRO. Quando estiver diante de um trecho alagado, tente verificar a altura da água observando os carros à sua frente. Caso não sinta segurança, deixe os mais apressados passarem e observe. Se for seguro, acelere suavemente de forma constante e não mude de marcha durante o trecho alagado.
Sintomas
Quanto mais se usa um carro, melhor você o conhece. Com o tempo, você mesma pode diagnosticar alguns sintomas que o veículo pode apresentar. A maioria dos problemas têm soluções bem simples. E levar à rede autorizada para revisões periódicas é sempre recomendado. Antes, confira algumas dicas da Volkswagen.

Volkswagen Service. Conheça os benefícios.

atendente2019Além da garantia de fábrica, seu Volkswagen conta com uma série de serviços complementares. Benefício exclusivo para proprietários de veículos da marca, o Volkswagen Service assegura sua tranquilidade e a assistência qualificada nos momentos que você mais precisar. Em caso de panes elétricas ou mecânicas, que impeçam o veículo de se locomover e comprovada falha no produto, por exemplo, você pode contar com uma Assistência 24 Horas, 365 dias por ano, em todo o Brasil, válida por 12 meses a partir da aquisição de seu veículo.

Serviços Disponíveis – Assistência sem limite de distância

Conserto no local e reboque
Assim que for acionado, o Volkswagen Service envia ao local um responsável técnico para um atendimento primário. Se não for possível realizar o conserto no local, um reboque ou guincho será chamado para remover o veículo até o Concessionário Volkswagen mais próximo.

Carro reserva
Se confirmada falha no produto e se a execução dos reparos necessários exigir um prazo superior a dois dias úteis, você não precisa ficar a pé. O Volkswagen Service oferece o pagamento de três diárias de um carro reserva. Só é preciso que o cliente siga as normas e procedimentos das empresas locadoras, como ter um cartão de crédito que cubra o valor do serviço, carteira de habilitação com mais de 2 anos e ser maior de 21 anos. O benefício não inclui despesas com pedágio, combustível e quilômetros rodados.

Mensagens urgentes
Durante o procedimento, a central de atendimento Volkswagen Service pode auxiliar o beneficiário a enviar mensagens pessoais e profissionais em caráter emergencial, caso seja necessário.

Deslocamento
Caso o veículo não seja consertado no local e o guincho for acionado, o Volkswagen Service providenciará um táxi para o deslocamento dos ocupantes do veículo, gratuitamente, até o Concessionário, a locadora ou o hotel.

Retirada do veículo pós reparo
Se o motorista não estiver mais na cidade onde foi realizado o reparo no veículo, o Volkswagen Service coloca à disposição (ou de uma pessoa autorizada) uma passagem aérea, rodoviária ou marítima de ida, a partir de sua residência até o local da retirada.

Pane seca
É possível que o problema seja apenas falta de combustível. Nesse caso, o Volkswagen Service levará o veículo até o posto mais próximo, assumindo gratuitamente o abastecimento de até 5 litros. Os custos excedentes serão de responsabilidade do cliente. Essa cobertura está limitada a duas ocorrências durante os 12 meses do programa.

Pneus
O serviço também pode ser acionado quando o pneu fura ou a roda quebra ou amassa por uma queda em buraco. Um profissional fará a troca pelo sobressalente. E se mais de um pneu ou roda estiver danificado, o guincho levará o veículo até o borracheiro mais próximo. O custo com os consertos de pneus e rodas são de responsabilidade do cliente. Essa cobertura está limitada a duas ocorrências durante a vigência do programa.

Transporte alternativo
Caso não seja possível a disponibilização de um carro reserva e a assistência tenha ocorrido a mais de 50 km do domicílio do cliente, o Volkswagen Service providencia um meio de transporte alternativo para o retorno do cliente a sua residência. Se a ideia é prosseguir viagem e seu destino for mais próximo do que sua residência, o programa também providenciará essa viagem. O transporte será por via área, rodoviária, ferroviária, fluvial ou marítima, a critério do Volkswagen Service, em função das condições locais oferecidas.

Hospedagem
Se não for possível fornecer o transporte alternativo, o Volkswagen Service pagará uma diária de hotel para todos os ocupantes do veículo. Apenas as despesas extras da estadia serão de responsabilidade do cliente.

Quando acionar o Volkswagen Service?
Sempre que seu veículo Volkswagen ficar imobilizado, ou seja, impossibilitado de rodar por seus próprios meios, em razão de pane elétrica ou mecânica. No caso de furo nos pneus e pane seca, a cobertura é limitada a duas ocorrências durante a vigência do programa.

Como acionar o Volkswagen Service?
Ligue para 0800 019 5775. A Central de Atendimento do Volkswagen Service está à disposição dia e noite. Tenha sempre em mãos o número do chassi (que se encontra no documento ou gravado nos vidros do veículo). Será perguntado o nome do proprietário, o motivo da chamada, o local em que seu veículo se encontra e, sempre que possível, um ponto de referência e um número de telefone para contato.

EXCLUSÕES GERAIS

  • Acidentes de qualquer natureza envolvendo direta ou indiretamente o veículo;
  • Atos intencionais ou dolosos;
  • Condução do veículo com a capacidade alterada pela incidência de medicamentos, álcool, drogas, entre outras substâncias capazes de influenciar o nível de percepção;
  • Participar de corrida, disputa ou competição automobilística, entre outras práticas ilegais;
  • Prestação de serviço em casos que impeçam a execução dos mesmos (enchentes, greves, convulsões sociais, atos de vandalismo, interdições de rodovias e/ou outras vias de acesso, efeitos nucleares ou radioativos, casos fortuitos ou de força maior);
  • Reembolso das despesas de conserto, após a entrada do veículo nas oficinas (autorizadas ou não), exceto os consertos decorrentes de sinistros ocorridos durante a remoção do veículo;
  • Reembolso ou pagamento de peças eventualmente substituídas nos consertos realizados no local da pane;
  • Despesas que o beneficiário normalmente suportaria, tais como gastos com combustível, pedágio, restaurantes, etc;
  • Despesas com conserto de pneus ou rodas.

Importante:

Os serviços executados que não tenham sido requisitados no momento da ocorrência e organizados pelo Volkswagen Service (ou por ele autorizados) não darão direito a nenhum reembolso ou indenização compensatória.

Filtro de Óleo e filtro de Ar

7610cf4d-0094-4fde-bddf-978479516757

Filtro de Óleo do Motor

Função
O filtro de óleo do motor mantém o óleo livre de impurezas e proporciona maior proteção ao motor, eliminando resíduos de combustão e partículas de metal que são geradas pela fricção de suas peças internas.

Sintomas
Há perda de potência e o rendimento do motor fica comprometido.

Cuidados necessários
Faça a manutenção periódica de seu veículo. O filtro de óleo Original Volkswagen é desenvolvido para estender a vida do motor, evitando desgaste excessivo de suas partes móveis.

 

Filtro de Ar do Motor

Função
O filtro de ar Original Volkswagen é desenvolvido com materiais específicos de alta qualidade para garantir que o ar aspirado pelo motor seja filtrado. Assim, evita-se que o pó e outras partículas de impurezas entrem na câmara decombustão do motor.

Sintomas
Perda de potência e superaquecimento do motor, além de aumento na emissão de poluentes do ar.

Cuidados necessários
Cuide de seu Volkswagen do jeito que ele merece e siga o plano de manutenção, impedindo o desgaste das partes móveis do motor, como pistões, anéis e camisas de cilindro.

Pastilhas e Disco de Freio

f6d15f66-1d87-4848-be3d-0be352c1d58e

Função
As pastilhas de freio executam a frenagem do veículo por meio do atrito com o disco de freio. Ambos são desenvolvidos com materiais específicos para suportar altíssimas variações de temperatura sem comprometer o nível de segurança do usuário.

Sintomas
Fique atento a ruídos e perda de desempenho nas frenagens.

ATENÇÃO
Pastilhas de freio não homologadas podem comprometer o sistema de freio, causando desgaste excessivo do disco de freio, falhas de frenagem em condições extremas de temperatura e alto nível de ruído. Opte sempre por Peças Originais Volkswagen.

Cuidados necessários
O Consultor Técnico das Concessionárias Volkswagen é capacitado para orientar você sobre possíveis avarias nos discos de freio e avaliar se a espessura mínima de segurança foi ultrapassada. Foque em sua segurança e mantenha sempre seu veículo como novo.

 

 

 

 

Filtro de Combustível

977459a0-d8d2-4b86-a9ab-1059446dc1a9

 

Função
O filtro de combustível retém a passagem de partículas contaminantes que possam estar presentes no tanque de combustível de seu veículo.

Sintomas
O filtro com acúmulo de impurezas afeta diretamente o desempenho do sistema de injeção, comprometendo também a potência, a durabilidade e podendo causar desgastes prematuros nos componentes do motor.

Fique atento, pois falhas na aceleração do motor, aumento do consumo de combustível ou presença de fumaça escura saindo pelo escapamento podem indicar a necessidade da troca do filtro por outro original.

Cuidados necessários
Siga a recomendação do plano de manutenção de seu veículo para a troca periódica deste componente ou peça para o Consultor Técnico avaliar seu veículo sempre que necessário.

Filtro de Ar-condicionado

9273ecb7-e12f-43cb-8bea-bb7cf84c0cae

Função
O filtro do ar-condicionado ou filtro de poeira e pólen, como também é conhecido, retém odores e fumaças que possam entrar na cabine do seu veículo.

Sintomas
O filtro, quando gasto ou entupido, pode diminuir o fluxo do ar para dentro da cabine e também prejudicar o funcionamento do sistema de ventilação e ar-condicionado, causando a proliferação de bactérias e fungos que, além de gerarem mau cheiro, podem causar doenças respiratórias.

Cuidados necessários
Escolha sempre o filtro Original Volkswagen. Ele é desenvolvido com materiais apropriados para aumentar a capacidade de reter odores indesejáveis. Fique sempre atento para o período de substituição deste item.

Volkswagen GTI Supersport Vision Gran Turismo é revelado oficialmente (vídeo)

gti-gran-turismo-8-700x364

A Volkswagen revelou o conceito virtual GTI Supersport Vision Gran Turismo para o simulador Gran Turismo 6 do Sony PlayStation 3. O modelo é baseado no Golf GTI e possui visual bastante radical, adotando um kit aerodinâmico feito de fibra de carbono e uma relação peso-potência de 2,5 kg/cv.

gti-gran-turismo-3-700x363

O motor do Volkswagen GTI Supersport Vision Gran Turismo é um VR6 3.0 TSI (twin-turbo) de 503 cv e 67,5 kgfm. Com câmbio DSG de 7 marchas e tração integral 4Motion, o bólido virtual pode ir de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos e atingir máxima de 300 km/h.

Galeria de fotos do Volkswagen GTI Supersport Vision Gran Turismo:


15 dicas práticas para economizar água

10863904_10152634090483869_3846568962938805840_o

 

Falar de economia de água em um planeta onde 75% da superfície é coberta pelo recurso hídrico parece papo de “ecochato”, mas não é. O Planeta Água, como é conhecida a Terra, pode sim secar e esta realidade está mais perto de acontecer a cada dia, por conta do da contaminação e do desperdício da água.

A ONU já alertou: se não houver mudanças de hábitos no curto prazo, até 2030 quase metade da população global terá problemas de abastecimento – sem contar as 768 milhões de pessoas que já não possuem acesso à água potável e podem ficar em situação ainda mais complicada.

O desperdício começa na própria rede de distribuição, por conta de problemas como vazamentos e “gatos” – sabia que, no Brasil, a cada 100 litros de água coletados, apenas 64 chegam ao seu destino? -, e se agrava quando o recurso entra na casa dos brasileiros.

Economizar água já é uma necessidade urgente em todo o mundo e, além de não ser tão difícil, pode aliviar as despesas no fim do mês. Duvida? Confira 15 dicas simples que selecionamos para você começar a poupar água em casa hoje mesmo.

1- BOCA ABERTA, TORNEIRA FECHADA

Não deixe a água correndo enquanto estiver escovando os dentes. Uma única pessoa pode economizar 1,9 milhão de litros de água ao longo da vida simplesmente escovando os dentes com a torneira fechada. Se duas pessoas fizerem isso, ao longo da vida, a quantidade de água economizada equivale a uma piscina olímpica e meia. Quer mais? Se todos os moradores do Brasil adotarem o hábito, a água economizada durante um mês equivalerá ao volume de um dia e meio de água correndo pelas Cataratas do Iguaçu.

2- NADA DE PINGA-PINGA

Ao fechar a torneira, certifique-se de que ela não ficou pingando. Ao longo de um ano, esse pinga-pinga de “apenas umas gotinhas” desperdiça, pelo menos, 16 mil litros de água limpa e tratada, o que custa cerca de R$ 1.200 na sua conta. Já pensou quanta coisa você poderia fazer com esse dinheiro que escorre, diariamente, pelo seu ralo?

3- NÃO DÊ FUROS

Canos furados e vazamentos são desperdício de água potável e dinheiro. Um buraquinho de 2 mm em um cano desperdiça 96 mil litros em um mês (praticamente dez carros-pipa de água limpa e tratada). Em um dia, a quantidade do recurso jogada fora daria para lavar todas as roupas que você precisa na máquina de lavar. Então, não dê bobeira: feche as torneiras, interrompa o consumo e veja se os indicadores do hidrômetro continuam girando. Se sim, procure um profissional, porque certamente você está com vazamentos em casa.

4- COLOQUE CAMISINHA NA TORNEIRA

O nome técnico é aerador, mas muita gente também conhece como “peneirinha”. O fato é que aquela válvula que pode ser colocada no bico da torneira ajuda a economizar água, ao proporcionar sensação de fluxo mais intenso. O Instituto Akatu fez a conta: se 12 apartamentos de um prédio aderissem ao uso do aerador na torneira da cozinha, em uma ano seria possível economizar água suficiente para encher uma piscina olímpica.

5- LIMPE ANTES DE LAVAR

A dica é manjada, mas não custa repetir, já que tem muita gente por aí que ainda desperdiça (muita) água para lavar louça. O ideal é retirar o excesso de sujeira dos pratos, copos, talheres e panelas a seco, antes de abrir a torneira, e jamais deixar a água correndo enquanto está ensaboando as louças.

6- BANHO DE GATO

Sabia que, se cada brasileiro diminuísse em, apenas, um minuto seu tempo de banho no chuveiro, a energia economizada em um ano equivaleria a 15 dias de operação da usina Itaipu em sua geração máxima? E mais: se, apenas, duas pessoas em cada casa da Grande São Paulo reduzissem em cinco minutos o tempo que ficam debaixo do chuveiro com a água correndo, daria para economizar 13,4 bilhões de litros por mês – quantidade suficiente para abastecer uma população maior do que a de Salvador por 30 dias.

7- SÓ NA DANÇA DA VASSOURA…

Usar aquela “vassourinha hidráulica” para limpar a calçada não está com nada: em 15 minutos, o desperdício de água chega a 280 litros. A mangueira gasta menos, mas também pode ser substituída por um balde (de preferência, com água reutilizada da máquina de lavar).

8- ECONOMIA NO TRONO

Na hora de escolher um vaso sanitário para o seu banheiro, opte pelos modelos com caixa acoplada, que gastam bem menos água: são cerca de 6 litros por descarga, enquanto os vasos mais convencionais, com válvulas de parede, liberam até 20 litros. Se a descarga estiver com defeito, então, o gasto pode chegar a 30 litros e levar o valor da sua conta de água lá pra cima.

9- XIXI NO BANHO, SIM!

Um adulto saudável produz de 0,5 a 2,5 litros de urina por dia, expelidos em média em quatro idas ao banheiro – o que gera um gasto de até 80 litros de água com descargas, dependendo do modelo do vaso sanitário. Por que não economizar, pelo menos, uma descarga por dia fazendo xixi no banho? Nada desse papo de que é nojento: 95% da sua urina é água. Os outros 5% são substâncias como ureia e sal. Se for feito logo no começo do banho, direto no ralo, seu xixi segue direto para a estação de tratamento, não compromete seu ritual de limpeza e economiza água.

10- CUIDADO COM A ÁGUA QUE VOCÊ NÃO VÊ

Tudo a nossa volta – alimentos, roupas, eletrodomésticos… – precisa de água para ser produzido. É a chamada “água virtual”, que consumimos sem ver. Um litro de cerveja, por exemplo, precisa de 5,5 litros de água para ser fabricado, enquanto uma calça jeans demanda 11 mil litros e um celular, 16 mil. Por isso, quando o assunto é a economia de água, o consumo consciente de qualquer produto é importante.

11- LIXO NO LIXO

O que os medicamentos vencidos que você joga pela privada e o papel de bala que joga pela janela tem a ver com o desperdício de água? Tudo! O lixo que não é descartado no lugar certo, cedo ou tarde, acaba indo para os cursos d’água da cidade e, quanto mais suja estiver a água, mais difícil e caro fica para limpá-la e usá-la novamente. Então, já sabe: lugar de lixo é no lixo. Ah, e nada de jogar óleo de cozinha usado pelo ralo: além de entupir seu encanamento e deixar mau cheiro no ralo, um litro de óleo jogado na pia polui 25 mil litros de água. Procure uma cooperativa e encaminhe o resíduo para reciclagem. Seu óleo usado pode virar até sabão!

12- CADÊ A PISCINA?

Em residências ou condomínios, sempre que a piscina não estiver sendo utilizada, a dica é deixá-la coberta. Assim, a perda por evaporação diminui em até 90%. Em uma piscina de tamanho médio, isso representa economia mensal de 3.785 litros de água – quantidade suficiente para suprir as necessidades de uma família de quatro pessoas por cerca de um ano e meio.

13- REGUE PARA CRESCER

…mas com regador! Esta é a forma mais econômica de regar suas plantinhas (que, lembre-se, não precisam de água o tempo todo). Se o uso da mangueira, realmente, for necessário em gramados muito grandes, opte pelo menos pelo modelo de “esguicho-revólver”. Em dez minutos, ele usa cerca de 96 litros de água, contra os 186 litros desperdiçados pelas mangueiras convencionais.

14- CARRO NÃO PRECISA DE BANHO TODA HORA

Evite lavar o carro em períodos de escassez – como o que a região metropolitana de São Paulo está enfrentando -, mas, se for realmente necessário limpar o possante, esqueça a mangueira: balde com água e panos podem muito bem dar conta do recado. De quebra, você economiza na conta do fim do mês: o gasto médio de uma mangueira, em 30 minutos, é de 560 litros de água. Se usar um balde de 40 litros, você economiza 520 litros.

15- LAVAR ROUPA TODO DIA? QUE AGONIA!

Deixar acumular roupas para, só então, ligar a máquina de lavar é uma boa dica para economizar água. Para aqueles que têm um pouquinho mais de tempo, lavar as peças na mão é melhor ainda quando o assunto é desperdício. E, se você quiser ser ainda mais ecológico, vale colocar um balde vazio perto do chuveiro, quando estiver tomando banho. A água coletada ali pode ser usada para colocar as roupas mais sujas de molho, antes da lavagem.

Fontes: Manuais de Etiqueta do Planeta Sustentável; Organização das Nações Unidas; Instituto Akatu pelo Consumo Consciente; Sabesp